UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/05/2010 - 09h15

Inflação que reajusta aluguel atinge o maior patamar desde julho de 2008

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) acelerou significativamente em maio e atingiu o maior patamar desde julho de 2008, pressionado por maiores custos no atacado, com destaque para o minério de ferro, reajustado recentemente.

O indicador subiu 1,19% em maio, após alta de 0,77% em abril, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

No ano, o IGP-M acumula alta de 4,79% e nos últimos 12 meses, de 4,18%.

Analistas consultados pela Reuters esperavam leitura de 1,29%, segundo a mediana de 23 projeções que oscilaram de 0,98% a 1,5%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) avançou 1,49% em maio, ante alta anterior de 0,72%.

O IPA agrícola teve alta de 0,46% agora, contra 1,57% antes. O IPA industrial registrou elevação de 1,82% em maio, ante 0,45% em abril.

As maiores altas individuais de preços no atacado foram de minério de ferro (de 49,76% em maio após queda de 1,06% em abril), leite in natura, soja em grão, feijão e bovinos.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,49% em maio, contra 0,73% em abril.

O arrefecimento partiu do grupo Alimentação, cujos preços aumentaram 0,56% neste mês, ante 2,06% no anterior.

As maiores quedas individuais de preços no varejo foram de tomate, laranja pera, álcool combustível, pimentão e açúcar refinado.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) aumentou 0,93%, contra 1,17% antes.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host