UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

31/05/2010 - 11h23

CSN diz que pedido de falência é infundado, e negócios retornam

SÃO PAULO, 31 de maio (Reuters) - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) afirmou nesta segunda-feira que o pedido de falência que resultou na suspensão dos negócios com suas ações na BM&FBovespa é infundado.

Em comunicado, a siderúrgica afirma que o pedido de falência foi feito pela Dad Engenharia, contratada para prestar serviços de manutenção na usina Presidente Vargas, em Volta Redonda.

A CSN afirma que reteve pagamentos à Dad de 2,5 milhões de reais por conta de "descumprimentos contratuais por performance". Com isso, a empresa processou a CSN no valor de cerca de 1,3 milhão de reais, pedindo a falência do grupo que encerrou o primeiro trimestre com caixa de 9,1 bilhões de reais.

"A CSN esclarece, por fim, que o pedido de falência é infundado; o valor da cobrança está garantido integralmente por depósito judicial", informou a empresa.

Após o informe a BM&FBovespa decidiu reabrir as negociações envolvendo os papéis da empresa à partir das 11h05. Eles tinham sido suspensos às 10h04.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host