UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/06/2010 - 14h56

Esboço do G20 saúda China por flexibilização do iuan

TORONTO (Reuters) - O esboço do comunicado do grupo das principais economias do mundo saudou a iniciativa da China de tornar sua moeda mais flexível e seus esforços para impulsionar a demanda doméstica, disse um representante do G20 neste sábado.

"Saudamos as medidas tomadas, os esforços da China para impulsionar a demanda doméstica e prosseguir com a reforma do regime de taxas de câmbio e aumentar a flexibilidade do iuan", disse o representante, citado diretamente à partir do esboço.

Depois de semanas de crescente pressão de Washington e outros países para que a China permitisse a valorização de sua moeda, Pequim anunciou na semana passada que iria acabar com o atrelamento, na prática, do iuan ao dólar em vigor há quase dois anos.

Fontes no G20 disseram que o grupo tinha dúvidas a princípio sobre a linguagem a ser abordada no comunicado.

Alguns países queriam elogiar a iniciativa chinesa, mas a China se opôs à idéia de qualquer referência ao iuan, eles disseram.

Uma segunda fonte, um representante do G20 envolvido na preparação do encontro, disse que durante as negociações sobre o comunicado na sexta-feira, delegados parabenizaram a China por sua medida sobre o iuan, mas alguns países destacaram a importância de Pequim seguir adiante na direção de uma moeda mais flexível.

Os Estados Unidos querem que a China permita que o iuan suba mais rapidamente para ajudar a reduzir o déficit comercial de Washington. Parlamentares norte-americanos acusam a China de manter artificialmente suas exportações baratas e roubar empregos dos Estados Unidos.

O iuan encerrou a semana com alta de 0,5 por cento em relação ao dólar após a medida da China.

(Reportagem de Jan Strupczewski)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host