UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

27/06/2010 - 17h06

BIS pede que Europa resolva sua crise

Por Natsuko Waki e Krista Hughes

BASILEIA (Reuters) - A Europa precisa resolver sua crise de dívida para que não prejudique a já irregular recuperação econômica mundial, que está sendo liderada pela China e pelas economias emergentes, disseram os bancos centrais do mundo neste domingo.

Autoridades de bancos centrais que participam da reunião anual do banco de Compensações Internacionais (BIS) estão confiantes que a economia mundial está se recuperando graças à ampla liquidez colocada pelos governos. Mas o ritmo da retomada difere.

A Europa é a principal fraqueza, já que sofre os efeitos dos cortes de gastos. Alguma fraqueza também vem dos Estados Unidos. Isso deixa a China fazendo grande parte do trabalho da recuperação.

"A economia global está mostrando uma recuperação com várias velocidades, com os mercados emergentes, especialmente os da Ásia, liderando a retomada", disse Amando Tetangco, presidente do BC das Filipinas.

"Teoricamente, isso terá um impacto significativo (sobre o crescimento), mas isso dependerá de como os líderes da Europa conseguirão conter a crise."

A reunião do BIS, que acaba na segunda-feira, conta com a presença de autoridades de cerca de 100 bancos centrais e organizações internacionais, incluindo o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, e o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host