UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/07/2010 - 14h02

Dados fracos levam índice europeu à mínima em 5 semanas

Joanne Frearson

LONDRES (Reuters) - As principais ações europeias fecharam em queda pela terceira sessão consecutiva e atingiram a mínima em cinco semanas nesta quinta-feira, diante da intensificação de preocupações com a recuperação econômica global.

A apreensão aumentou após dados de auxílio-desemprego, vendas pendentes de moradias e de atividade industrial nos Estados Unidos decepcionarem.

O índice FTSEurofirst 300, que mede o desempenho dos mais importantes papéis do continente, recuou 2,48%, a 968 pontos. O índice Euro STOXX 50, que acompanha as blue-chips (ações mais negociadas) da zona do euro, cedeu 2,12%, a 2.518 pontos.

O setor financeiro figurou entre os de pior performance. O índice de bancos STOXX Europe 600 caiu 2,6%. HSBC, BNP Paribas e Barclays retrocederam entre 2,6% e 6,3%.

"Tivemos alguns dados ruins nos EUA hoje. O número de pedidos de auxílio-desemprego veio mais alto que o esperado e as vendas de morarias e o ISM (índice manufatureiro) vieram abaixo das expectativas", disse Philippe Gijsels, presidente da área de pesquisa do BNP Paribas Fortis Global Markets, em Bruxelas.

"Isso, junto com os números da China mostrando que o crescimento está desacelerando, trouxe de volta ao mercado os temores de uma recuperação em W. Analistas técnicos não parecem otimistas e há sinais de venda em toda parte."

Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 2,26%, a 4.805 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,81%, para 5.857 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 perdeu 2,99%, a 3.339 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,91%, para 18.943 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,92%, a 9.178 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,66%, para 7.019 pontos.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host