UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/07/2010 - 17h51

Dólar cai por fluxo, mas exterior breca queda maior

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou a primeira sessão de julho em baixa frente ao real, atento a ingressos de recursos e à oscilação da moeda no exterior. A má performance das principais bolsas de valores, no entanto, limitou um recuo mais acentuada.

A divisa norte-americana caiu 0,44 por cento, a 1,796 real na venda. A cotação variou entre entre alta de 0,39 por cento e desvalorização de 0,61 por cento ao longo da jornada.

Operadores notaram ingressos de recursos mais acentuados no final da manhã, o que ajudou a sustentar as cotações no vermelho.

"Teve entrada por conta da oferta do Banco do Brasil. O mercado já vinha precificando isso, mas hoje teve fluxo concreto", disse o operador de câmbio de um banco em São Paulo, que pediu anonimato.

Na véspera, a maior instituição financeira do país anunciou que o giro de sua oferta de ações somou 9,76 bilhões de reais.

"Temos uma economia sólida e isso acaba atraindo esse dinheiro", afirmou o profissional.

Além disso, a moeda norte-americana foi pressionada no exterior.

"O dólar hoje está sofrendo ante várias moedas, e aqui não seria diferente", afirmou Jorge Knauer, gerente de câmbio do Banco Prosper, no Rio de Janeiro.

Frente a uma cesta de divisas, o dólar recuava 1,7 por cento no final da tarde, após a divulgação de dados mais fracos nos EUA endossar a percepção de que a recuperação econômica daquele país enfrenta solavancos.

Um relatório apontou desaceleração na atividade manufatureira nos Estados Unidos em junho, enquanto o número de pedidos de auxílio-desemprego no país aumentou inesperadamente na semana passada e o índice de vendas pendentes de moradias despencou à mínima histórica em maio .

Não bastassem tais números, o índice de atividade industrial na China arrefeceu em maio, elevando preocupações com o ritmo de crescimento da terceira maior economia mundial.

A batelada de relatórios impunha baixas às bolsas de valores em Nova York, mas a Bovespa conseguia se manter no azul.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host