UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/07/2010 - 19h39

CÂMBIO-Dólar cai após 4 altas seguidas e segue abaixo de R$1,80

Por Silvio Cascione

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar encerrou a sequência de quatro altas consecutivas nesta terça-feira, aproveitando a melhora do mercado internacional e a alta das ações no Brasil para manter-se abaixo de 1,80 real.

A moeda norte-americana terminou o dia a 1,774 real, em queda de 0,67 por cento. No mês, o dólar agora acumula perda de 1,7 por cento. No ano, a alta da moeda é de 1,8 por cento.

Enquanto o mercado local fechava, as bolsas no Brasil e nos Estados Unidos subiam, após uma abertura negativa em Wall Street. As commodities também tinham uma tarde mais favorável, mantendo-se perto da estabilidade. Entre as moedas, o dólar perdia ante a maioria das divisas com perfil semelhante ao real, como o peso mexicano.

O respiro no exterior ajudou o dólar a manter-se abaixo de 1,80 real, nível atingido na abertura dos negócios pela primeira vez em quase um mês. Ainda assim, operadores no Brasil comentaram que havia pouco fôlego para uma nova alta do dólar após quatro sessões seguidas de valorização.

"Quando chega nesse nível de 1,80 (real), já começa a aparecer vendedor", disse Francisco Carvalho, gerente de câmbio da BGC Liquidez. Moacir Marcos Júnior, operador de câmbio e especialista em hedge da corretora Interbolsa, teve avaliação semelhante. "Nesse 1,80 (real), a gente vendeu muito."

Ambos veem a taxa de câmbio, por enquanto, limitada entre o intervalo de 1,75 e 1,80 real. "O mercado está um pouco travado nesse 'range'", disse Carvalho. "Chegou no 1,80 (real) e já faltou comprador. Tinha que piorar mais lá fora para ter comprador nesse nível", afirmou o gerente.

Para analistas do banco Brown Brothers Harriman, em Nova York, a explicação para o pequeno intervalo de cotações do real tem relação com o alto rendimento pago por aplicações brasileiras, que mantém uma tendência de queda, e o "obstáculo" que o piso de 1,75 real tem oferecido em contrapartida.

Nos mercados de dólar futuro e de cupom cambial, os estrangeiros exibiam pouco mais de 6 bilhões de dólares em posições vendidas na moeda norte-americana, segundo a BM&FBovespa --mesmo patamar de julho de 2008.

O volume se recuperou um pouco nesta quarta-feira, com cerca de 3,2 bilhões de dólares em operações registradas na clearing (câmara de compensação) da BM&FBovespa até pouco antes do fechamento, ante 1,1 bilhão de dólares na segunda-feira.

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host