UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/07/2010 - 17h29

BP diz que plataforma do poço auxiliar voltou ao Golfo do México

Por Kristen Hays

HOUSTON (Reuters) - Uma plataforma que estava perfurando um poço de auxílio para estancar o vazamento de petróleo da BP Plc's no Golfo do México está reconectando seus equipamentos neste domingo para retomar os trabalhos no local do acidente, informou a maior autoridade dos esforços para conter o vazamento.

Assim que o último pedaço de tubulação seja cimentado perto do fundo do poço de auxílio, nesta semana, a BP começará uma "morte estática" na primeira semana de agosto, afirmou o almirante aposentado da Guarda Costeira, Thad Allen.

"Em linhas gerais, a próxima semana será de preparação, tomando as medidas para termos certeza que tudo está pronto", afirmou.

O vazamento permanece tampado após a tempestade tropical Bonnie ter se dissipado sobre o Golfo do México no sábado.

Allen afirmou que a morte estática, que envolve bombear lodo e cimento no poço a partir de seu topo, pode começar de três a cinco dias após o restante da tubulação ter sido cimentada no poço de auxílio.

Ele afirmou neste domingo que o cronograma foi "aperfeiçoado e revisado" após consultas à BP.

Toda a operação foi interrompida na semana passada quando a tempestade estava no Golfo.

Enquanto a maioria das plataformas e navios deixaram o local da mancha de óleo por precaução, embarcações que comandam robôs que mandam imagens ao vivo do topo do poço que estava vazando ficaram no local e continuaram operando, afirmou a porta-voz da BP, Jessie Baker.

Essas imagens mostraram que não houve problemas com o tampão, que estancou todo o vazamento desde o dia 15 de julho, afirmou a BP.

Duas plataformas da Transocean Ltd estão cavando dois poços auxiliares, o segundo sendo um complemento para o primeiro. A BP suspendeu a perfuração no segundo poço de auxílio em 13 de julho, para que ele não interferisse no primeiro.

A BP parou de trabalhar no primeiro poço em 20 de julho, devido à tempestade Bonnie, e colocou um tampão dentro do local para mantê-lo estável até que a tubulação seja toda instalada.

Allen afirmou neste domingo que o trabalho com a tubulação começará "em algum momento da próxima semana", assim que a plataforma se reconectar ao poço, remover o tampão e liberar o buraco.

Enquanto a morte estática pode começar assim que a tubulação esteja no lugar, o poço de auxílio continuará abrindo caminho no Macondo, local que deu todo o problema, logo abaixo de seu fundo, quatro quilômetros sob a superfície, afirmou Allen.

Kent Wells, vice-presidente de produção e exploração da BP, afirmou em uma atualização no site da companhia que a morte estática pode estancar o vazamento por si só. O poço de auxílio vai confirmar esse fato ou finalizar o trabalho.

Allen também disse neste domingo que a BP continuará construindo um sistema de captura de petróleo com quatro navios, que pode extrair até 80 mil barris por dia, se necessário.

(Reportagem de Kristen Hays)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host