UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/08/2010 - 18h30

Multiplus espera alta de até 20% nas vendas em 2010

Por Alberto Alerigi Jr.

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa de redes de fidelidade da TAM, Multiplus, espera ampliar suas vendas entre 15 e 20 por cento este ano, em uma estratégia que passa por aumento das empresas parceiras que hoje formam um mercado de cerca de 70 milhões de consumidores, afirmou o presidente da companhia, Eduardo Gouveia, nesta quarta-feira.

A empresa, que atua com venda de pontos de fidelização que podem ser convertidos em passagens aéreas da TAM ou em produtos das próprias empresas participantes de seu programa, divulgou na noite de terça-feira lucro de 23 milhões de reais no segundo trimestre, ante 7,5 milhões nos três primeiros meses do ano.

Segundo Gouveia, o nível de crescimento da empresa recém-criada deve se manter nos próximos meses, à medida em que a Multiplus trabalha para expandir a base de parceiros, enquanto tenta explicar seu modelo de negócios relativamente novo no país aos consumidores.

A meta para o final do ano é ampliar a base de empresas que compram pontos Multiplus de 118 para 150 e o número de programas de fidelidade parceiros de 7 para 12, disse o executivo à Reuters.

"A gente tem um caminho a construir que é muito forte e que passa por influenciar o consumo da coalizão", disse Gouveia. Por coalizão, a Multiplus se refere às empresas cujos programas de fidelidade permitem que os consumidores acumulem uma espécie de banco de pontos que podem ser usados para troca por produtos da rede de parceiros, que incluem postos de combustível Ipiranga e a operadora de telefonia Oi, por exemplo.

A empresa mapeou nos últimos meses os principais segmentos do varejo em que "faz sentido ter fidelização", disse Gouveia, citando as áreas de educação, TV por assinatura, aluguel de veículos, academias de ginástica e drogarias.

"Queremos expandir a base de parceiros para gerar penetração do (Multiplus) e aumentar a velocidade de acúmulo de pontos dos consumidores (...) O segmento de drogarias é muito importante", disse Gouveia, acrescentando que a Multiplus está negociando com algumas redes de farmácias.

"Tem consumidor que não consegue juntar pontos suficientes para uma passagem aérea, mas poderia trocar em outros produtos dos parceiros, por isso é importante a ampliação da base para gerar valor ao programa", explicou o executivo, que antes de ingressar na Multiplus foi diretor comercial da Cielo.

DIVULGAÇÃO

A Multiplus inicia neste semestre divulgação da plataforma junto a consumidores em pontos de vendas físicos, numa campanha em que pretende investir 10 milhões de reais até o fim do ano.

A iniciativa servirá para a empresa ampliar o número de consumidores que usam seus pontos. Segundo Gouveia, atualmente, os programas de fidelidade das sete empresas parceiras da coalizão possuem cerca de 70 milhões de consumidores únicos, dos quais apenas 7,2 milhões converteram seus pontos de fidelidade em pontos da Multiplus, ante total de 6,9 milhões no primeiro trimestre. "Hoje temos um potencial de 70 milhões de consumidores para virar nossos clientes."

O esforço para ampliar a penetração da empresa no varejo também envolve captura própria de clientes, disse Gouveia, que será permitida com a implantação este mês de um sistema de gestão de redes de fidelidade desenvolvido pela Oracle.

Segundo Gouveia, a empresa distribuiu 95 por cento do lucro líquido do segundo trimestre aos acionistas, prática que pretende manter nos próximos trimestres.

(Edição de Cesar Bianconi)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host