UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/08/2010 - 13h28

Fazenda reafirma expansão de 6,5% em 2010

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Fazenda reiterou nesta terça-feira a previsão de expansão de 6,5 por cento da economia brasileira este ano, capitaneada pela força do mercado interno.

Nesse cenário, o Produto Interno Bruto (PIB) teria crescido 0,53 por cento no segundo trimestre em relação ao período imediatamente anterior, com ajuste sazonal. No terceiro trimestre, a expansão seria de 0,66 por cento e nos últimos três meses do ano, de 0,78 por cento.

"O crescimento da renda e do emprego em 2010 será responsável pelo aumento no consumo das famílias. O elevado nível de investimentos públicos e privados possibilitará nível de demanda acima de 9 por cento neste ano", apontou o ministério no relatório "Economia Brasileira em Perspectiva", publicado bimestralmente.

"Com o fim dos estímulos fiscais e monetários, a partir do segundo semestre, a economia brasileira volta a caminhar em ritmo sustentável de crescimento", acrescentou a Fazenda, estimando expansão média de 5,7 por cento a ano para 2010 em diante.

A avaliação é de que a trajetória de crescimento do país não será afetada pelo déficit em transações correntes, diferentemente do que ocorria no passado.

O relatório também repetiu a avaliação de que, com a recuperação ainda contida dos países desenvolvidos, os emergentes deverão assumir a liderança da economia mundial.

A Fazenda reiterou ainda que o câmbio reduziu a volatilidade a partir do final de 2009, quando o governo passou a cobrar IOF sobre as aplicações de estrangeiros em ações e renda fixa. "O aumento da aversão ao risco nos mercados internacionais deve favorecer alguma apreciação adicional do dólar frente à moeda brasileira", estimou.

(Por Ana Nicolaci da Costa)

Hospedagem: UOL Host