UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 20h43

Lucro da Cyrela sobe 6,6% no 2o tri, para R$167,5 mi

SÃO PAULO (Reuters) - A Cyrela Brazil Realty teve lucro líquido de 167,5 milhões de reais no segundo trimestre, aumento de 6,6 por cento sobre o apurado um ano antes.

A linha final do resultado ficou levemente abaixo da previsão média das estimativas de quatro analistas obtidas pela Reuters, que apontava para lucro trimestral de 182 milhões de reais.

A receita líquida da incorporadora e construtora foi de 1,2 bilhão de reais de abril a junho, crescimento de 37,7 por cento na comparação anual.

Os custos de incorporação imobiliária residencial, loteamentos e prestação de serviços avançaram para 812,8 milhões de reais no segundo trimestre, alta de 41,2 por cento contra um ano antes.

A Cyrela atribuiu a variação, principalmente, ao início da construção de novos empreendimentos. Além disso, a empresa informou ter revisado os orçamentos de custos de obras, com acréscimo de 2,3 por cento acima da variação do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC).

Diante disso, a margem bruta foi de 32,6 por cento no trimestre encerrado em junho, queda de 1,7 ponto percentual na comparação com igual intervalo de 2009.

As despesas comerciais subiram para 103 milhões de reais no segundo trimestre, quase o dobro de um ano atrás. "Tal variação é relativa à maior atividade de lançamentos prevista para 2010, enquanto que no segundo trimestre de 2009 a Cyrela manteve cautela em relação a novos lançamentos em virtude do momento econômico do país naquele período", explicou a companhia.

A geração de caixa operacional da Cyrela, medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) alcançou 222,8 milhões de reais nos três meses até junho, contra 209,4 milhões de reais um ano antes. A margem Ebitda foi de 18,5 por cento, contra 23,9 por cento no mesmo período do ano passado.

A Cyrela já havia reportado em 23 de julho a prévia operacional do segundo trimestre, com volume de vendas contratadas e lançamentos no período.

De abril a junho, a empresa teve vendas contratadas de 1,54 bilhão de reais, dos quais 1,1 bilhão de reais correspondem à parcela da Cyrela nos empreendimentos. Os lançamentos somaram 1,13 bilhão de reais, com a parcela da Cyrela em 794 milhões de reais.

No acumulado do ano até junho, a Cyrela vendeu 2,6 bilhões de reais, atingindo 40 por cento da meta para 2010.

(Reportagem de Cesar Bianconi; Edição de Aluísio Alves)

Hospedagem: UOL Host