UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 19h20

Sabesp vê receita crescente com serviços no exterior

SÃO PAULO (Reuters) - Os negócios internacionais da Sabesp ainda são incipientes, mas a empresa de saneamento de São Paulo acredita que poderão representar até 8 por cento da receita total da companhia em um prazo de 5 a 10 anos.

"Nessa fase inicial, o foco é venda de serviço, porque nós queremos aumentar receita sem uma exposição excessiva", afirmou à Reuters, por telefone, o presidente da Sabesp, Gesner Oliveira, nesta quarta-feira.

"Estamos rentabilizando ativo já disponível, o conhecimento... É claro que será natural passar no futuro para uma fase na qual a empresa poderá ter planos mais ambiciosos."

No final de julho, a Sabesp assinou contrato com o governo do Panamá para consultoria na implantação de programa para uso racional da água e melhoria da gestão da empresa de saneamento local, Idaan, no valor de 8,8 milhões de dólares.

"Temos uma receita (anual) de 6,7 bilhões, 7 bilhões de reais. Seria razoável esperar que em 5 a 10 anos tenhamos de 5 a 10 por cento da receita oriunda da venda de serviços, talvez quatro quintos disso no exterior", disse Oliveira. "Estamos na fase da semeadura, a colheita ainda não começou."

O executivo frisou, contudo, que não se trata de uma meta que consta no planejamento estratégico até 2018 da Sabesp, que está "muito focado" na universalização dos serviços nos 366 municípios de atuação no Estado de São Paulo.

No momento, a Sabesp participa de licitação em Honduras para prestar consultoria a nove cidades do país caribenho. O resultado deverá sair em setembro.

(Por Cesar Bianconi)

Hospedagem: UOL Host