UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/08/2010 - 19h16

Wall Street entra em terreno negativo no ano após Fed e China

Por Ryan Vlastelica

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas de valores dos Estados Unidos zeraram os ganhos do ano em uma ampla onda de vendas nesta quarta-feira, depois que temores de uma estagnação econômica global levaram investidores a buscar ativos mais seguros.

O Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 2,49 por cento, para 10.378 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 3,01 por cento, para 2.208 pontos. O Standard & Poor's 500 perdeu 2,82 por cento, para 1.089 pontos.

Todos os três principais índices registraram a maior queda percentual diária desde 16 de julho, após o Federal Reserve oferecer uma avaliação mais pessimista sobre a economia na terça-feira.

O BC norte-americano disse que vai tomar medidas para manter os custos de empréstimos baixos. Contudo, alguns investidores questionaram a eficiência que essas medidas terão.

"Dar mais liquidez ao sistema, dizendo que comprará Treasuries, não está ajudando o cidadão comum", disse Robert Pavlik, estrategista-chefe de mercado da Banyan Partners LLC, em Nova York. "Isso não vai criar empregos ou ajudar o mercado imobiliário."

Somente cinco ações no S&P 500 subiram. Todos os 10 principais índices setoriais do S&P recuaram mais de 1 por cento, encabeçados pelo industrial, em queda de 3,9 por cento, e pelo financeiro, em baixa de 3,6 por cento. A maior influência negativa no Dow Jones veio dos papéis da 3M, que cederam 3,5 por cento.

Dados menos robustos na China se somaram às preocupações com uma desaceleração na atividade global, pressionando as ações e commodities e valorizando os preços dos Treasuries. O rendimento do Treasury de dois anos caiu à mínima recorde.

"Alguns participantes do mercado esperavam que a Ásia nos tirasse do buraco", disse Len Blum, sócio na gerência do Westwood Capital LLC, em Nova York. "Se a China não está crescendo rápido, então não podemos pegar carona nela, o que vai golpear as commodities e as ações enquanto os investidores correm para o dólar."

O índice de volatilidade VIX disparou 13 por cento, sugerindo que os investidores veem mais volatilidade à frente.

Entre as maiores quedas no Nasdaq esteve a ação da Cisco Systems, que caiu 2 por cento no pregão regular e depois estendeu a baixa para 5,2 por cento no after-market, após a companhia reportar receitas mais fracas que o esperado.

A Macy's, em alta de 5,9 por cento, foi uma das poucas que subiu, depois que a empresa divulgou um balanço trimestral que superou as expectativas e estimou fortes vendas ao longo do ano em lojas abertas há pelo menos um ano.

(Reportagem adicional de Rodrigo Campos)

Hospedagem: UOL Host