UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

02/09/2010 - 16h35

Fitch rebaixa rating da WTorre por crítica situação de liquidez

SÃO PAULO (Reuters) - A agência de classificação de risco Fitch rebaixou nesta quinta-feira os ratings nacionais de longo prazo da WTorre e da WTorre Properties de "BBB+(bra)" para "BBB-(bra)", colocando-os também em observação negativa.

De acordo com a Fitch, "o rebaixamento reflete os maiores riscos de refinanciamento do grupo no curto prazo e a piora considerável de suas principais medidas de crédito e da liquidez".

Já a observação negativa é decorrente dos desafios que a WTorre Properties enfrentará para restaurar a liquidez e refinanciar sua dívida de curto prazo.

"Os ratings da WTorre e da WTorre Properties permanecem pressionados e poderão ser rebaixados em diversos níveis, caso o grupo não conclua, conforme planejado, a redução e o alongamento de sua dívida", acrescentou a Fitch.

A estratégia da companhia para os próximos meses consiste na venda de cerca de 780 milhões de reais em ativos e na obtenção de linhas de crédito de longo prazo, conforme a agência de risco.

Em meados de agosto, a WTorre Properties solicitou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), novamente, o adiamento do prazo para se decidir quanto à realização de sua Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês), após optar pela interrupção do processo de análise em maio.

A empresa planejava inicialmente realizar o IPO no final de abril, mas recuou por considerar elevado o número de ofertas robustas sendo precificadas naquele período no mercado de capitais brasileiro. Antes disso, em 2007, a construtora já havia desistido de ir à bolsa.

O novo prazo para a WTorre Properties retomar o processo de IPO termina em 16 de setembro.

A capitalização do grupo WTorre se mostra necessária para financiar três grandes projetos em São Paulo: dois empreendimentos comerciais, que devem exigir cerca de 120 milhões de reais, e a reforma do estádio de futebol do Palmeiras, cujo aporte será de 300 milhões de reais, sendo 50 por cento financiado e o restante obtido por meio de parceria.

Ao final de junho, a companhia registrava dívida total ajustada de 3,2 bilhões de reais.

Procurada pela Reuters, a WTorre não respondeu imediatamente a um pedido de comentário sobre o rebaixamento dos ratings pela Fitch.

(Por Vivian Pereira)

Hospedagem: UOL Host