UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

13/09/2010 - 17h07

US$ 7 bi seria fatia "minúscula" em blocos da OGX, diz Eike

SÃO PAULO, 13 de setembro (Reuters) - O empresário Eike Batista confirmou nesta segunda-feira (13) que negocia a venda de ativos de sua petrolífera OGX por “pelo menos 7 bilhões de dólares”.

“Eu diria pra você que é pelo menos sete (bilhões de dólares), porque esse número é pelo lado baixo e um percentual pequeno. Todo mundo sabe que estamos num processo de (venda) 20% a 30% (de blocos da OGX), tem uma data até 15 de outubro que pode ser estendida eventualmente”, afirmou o empresário em teleconferência com jornalistas.

Na última sexta-feira (10), fontes informaram que as chinesas Sinopec Group e CNOOC estão fazendo ofertas por participações em ativos detidos pela OGX em uma operação potencial de US$ 7 bilhões.

“Eu posso dizer que todas as grandes do mundo estão no nosso banco de dados, inclusive as chinesas... (Os US$ 7 bilhões) seriam por uma participação minúscula”, acrescentou Eike, ao ser perguntado sobre se Sinopec e CNOOC estão entre os grupos interessados na OGX.

A OGX, parte do grupo EBX de Eike, passou a considerar vendas de participações em alguns de seus blocos petrolíferos depois de fazer uma série de descobertas de hidrocarbonetos nos últimos meses. A companhia conduz atividade exploratória em 29 blocos no Brasil, a maioria em águas rasas.

A OGX propôs ao seu Conselho de Administração para separar parte das atividades da petrolífera na Bacia de Campos, buscando “viabilizar investimentos específicos por terceiros”.

A empresa quer cindir 70% do que detém em ativos e passivos relacionados aos contratos de concessão que a unidade OGX Ltda possui na Bacia de Campos. A proposta será votada em assembleia convocada para 28 de setembro.

(Por Cesar Bianconi e Guillermo Parra-Bernal, da Reuters)

Hospedagem: UOL Host