UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/09/2010 - 10h20

Philips mantém estratégia de três pilares para metas até 2015

Por Harro ten Wolde

AMSTERDÃ, 14 de setembro (Reuters) - O conglomerado holandês Philips Electronics projeta crescimento acima da economia nos próximos cinco anos e destacou que não há grandes mudanças na estratégia do grupo para as áreas de energia, saúde e eletrônicos.

No lançamento de suas metas para o período de 2011 a 2015, a Philips informou nesta terça-feira que as novas projeções se focam em todas as três unidades, acelerando a expectativa de analistas de uma separação na empresa.

"Quero deixar claro que a Vision 2015 não é uma nova visão, não é uma nova estratégia e não constitui uma grande mudança em nossa direção", disse o presidente-executivo da empresa, Gerard Kleisterlee, que passará a posição para Frans van Houten em abril do ano que vem.

Analistas sugerem que a Philips talvez precise abandonar sua estratégia de três pilares uma vez que as sinergias entre energia, saúde e eletrônicos são limitadas.

A empresa projeta crescimento anual na receita em 2 por cento acima do crescimento do PIB mundial entre 2011 e 2015. Ao mesmo tempo que deseja que o lucro por ação dobre em relação às vendas anuais.

A margem de lucro antes de juros, impostos e amortização (Ebita, na sigla em inglês) para o período é vista entre 10 e 13 por cento.

"Esses números são mais ou menos em linha com o que esperávamos. Eles devem ser vistos como uma evolução do Vision 2010 em vez de uma ruptura", afirmou o analista do ING, Jan Hein.

Na estratégia anterior, a Philips previa margem Ebitda entre 10 e 11 por cento e crescimento nas vendas de 6 por cento ao ano.

Hospedagem: UOL Host