UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/01/2009 - 10h19

Bovespa deve começar 2009 com valorização

SÃO PAULO -O primeiro pregão de 2009 deve ter contorno positivo na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A indicação vem do mercado futuro e está alinhada com o comportamento observado em outras praças de negociação. Há pouco, o Ibovespa com vencimento em fevereiro subia 1,44%, para 38.500 pontos. Em Wall Street, os futuros operam com leve alta, acompanhando o comportamento do preço do petróleo e aguardando o índice de atividade na indústria.

O barril de WTI com vencimento para fevereiro opera em forte queda no pregão eletrônico, negociado na casa dos US$ 41, depois de uma disparada de 14% na quarta-feira. Ainda no setor energético, os investidores acompanham o desenrolar das discussões entre Rússia e Ucrânia. Sem acordo sobre preço e tarifa de transporte, a Rússia cortou o envio de gás ao país. Da última vez que isso aconteceu, toda a União Européia acabou registrando problemas no suprimento.

No câmbio, o dólar ganha valor ante o euro e o iene, mas, no mercado interno, a dinâmica é diferente e a divisa aprofunda as perdas registradas na terça-feira. Há pouco, a moeda era negociada a R$ 2,320 na venda, queda de 0,59%. O mercado europeu começa 20009 em território positivo. Bancos e mineradoras garantem ganho de 1,17% para o FTSE-100, da Bolsa de Londres, e valorização de 1,93%, para o Xetra-DAX, de Frankfurt. A sexta-feira foi de alta no mercado asiático, onde o índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, começou o ano com ganho de 4,55%. Em Seul, a valorização ficou em 2,93%. Tóquio e Xangai não operaram.

Na quarta-feira, o mercado norte-americano teve um pregão de alta, mas os ganhos não significaram muito, tendo em vista que Dow Jones e S & P 500 tiveram as maiores perdas anuais em mais de 70 anos.

O Dow Jones teve alta de 1,25%, mas encerrou 2008 com perda de 34%, maior baixa anual desde 1931. O S & P 500 ganhou 1,42% e fechou o ano com desvalorização de 38% no ano, pior resultado desde 1937. Já a bolsa eletrônica Nasdaq apontou alta de 1,7%, porém caiu 40% no ano.

Na terça-feira, último dia de negócios de 2008, o Ibovespa apresentou alta de 1,32%, finalizando aos 37.550 pontos. O giro somou R$ 2,6 bilhões. Com isso, o Ibovespa fechou 2008 apontando perda de 41,22%, segundo pior resultado da história do índice que começou a ser calculado em 1968. A baixa de 2008 só perdeu para 1972, quando o índice cedeu 44,42%.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host