UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

05/01/2009 - 13h40

Casas Bahia reduz atuação no RS a seis pontos-de-venda

PORTO ALEGRE - A Casas Bahia decidiu fechar mais oito lojas no Rio Grande do Sul e reduziu a presença no Estado a apenas seis pontos-de-venda. Em nota, a empresa informou que optou pelo encerramento das atividades de "algumas filiais que não alcançaram o faturamento esperado desde sua abertura" devido ao "cenário de incerteza da economia em função da crise mundial".

Mas as dificuldades enfrentadas pela companhia no mercado gaúcho não são de hoje. A varejista chegou ao Estado em outubro de 2004, quando inaugurou quatro lojas, e chegou a ter 27 unidades em funcionamento.

Mas já fechou 21. Ainda antes da crise econômica, os principais problemas enfrentados foram a forte concorrência das redes locais e a resistência dos consumidores gaúchos.

Em agosto, Michael Klein, diretor da Casas Bahia, disse ao Valor que pesquisas encomendadas pela empresa mostraram que o baixo desempenho das vendas no Estado estava associado a um comportamento bairrista dos gaúchos. Segundo ele, houve até sugestões para vestir com bombachas o personagem de chapéu de couro que compõe o logotipo da rede.

As últimas lojas fechadas ficavam em Porto Alegre, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Gravataí, Alvorada e Cachoeirinha, todas na região metropolitana da capital, além de Pelotas, no sul do Estado, e Erechim, no norte.

Os pontos-de-venda remanescentes ficam agora em Porto Alegre (três), nas cidades vizinhas de Canoas e Viamão e em Caxias do Sul, na região serrana.

(Sérgio Bueno | Valor Econômico )

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host