UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

05/01/2009 - 18h34

Petrobras confirma morte de operário em acidente na P-34

RIO - A Petrobras confirmou hoje, por meio de nota, o acidente ocorrido ontem na plataforma FPSO JK (P-34), que opera no campo de Jubarte, a 130 quilômetros de Vitória (ES). O acidente teria sido provocado por falha de uma válvula de bloqueio na plataforma e provocou a morte do caldeireiro William Robson Vasconcelos, 28 anos, contratado da empresa UTC Engenharia, que presta serviço à Petrobras.

Além da morte de Vasconcelos, o acidente causou ferimentos leves em outros dois empregados terceirizados da estatal, também contratados da UTC Engenharia: Mário Alves de Souza e Marivaldo Pedro Alves de Souza. Eles foram medicados e liberados, segundo a companhia.

Os órgãos competentes já foram informados sobre o acidente pela Petrobras. A estatal criou uma comissão técnica para analisar as suas causas. A produção da plataforma P-34 foi suspensa temporariamente, mas a empresa já está providenciando sua retomada. De acordo com a nota, a Petrobras e a UTC Engenharia estão prestando toda assistência à família do caldeireiro morto. Batizada de FPSO JK em homenagem ao ex-presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, a P-34 produz petróleo no campo de Jubarte desde o final de 2006, em um reservatório situado acima da camada de sal. Sua localização próxima ao poço (1-ESS-103A), descobridor de óleo no pré-sal, permitiu que a Petrobras antecipasse a produção do pré-sal naquele estado, segundo a assessoria de imprensa da estatal. A P-34 tem capacidade de produção de 60 mil barris de petróleo/dia em lâmina d'água de 1.350 metros de profundidade.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host