UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/07/2009 - 08h03

Emprego nos EUA e produção industrial no Brasil movimentam o dia

SÃO PAULO - A quinta-feira encerra a agenda de indicadores da semana tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. Por aqui, o destaque fica por conta da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) referente ao mês de maio. O consenso sugere crescimento de 0,4% na produção em comparação com abril, mas queda de 12,5% sobre maio de 2008.

Na agenda americana, o governo mostra o relatório sobre o mercado de trabalho em junho. A previsão é de que foram perdidas de 365 mil a 400 mil vagas. Para a taxa de desemprego, a estimativa sugere alta de 9,4% para 9,6%.

Ontem, a ADP, empresa que processa folhas de pagamento, mostrou que o setor privado americano perdeu 473 mil vagas no mês passado, mais do que o esperado.

Ainda nos EUA, os agentes conhecem a variação semanal nos pedidos por seguro-desemprego e as encomendas à indústria durante o mês de maio. Na Europa, o Banco Central Europeu (BCE) apresenta sua decisão sobre a taxa de juros. A previsão é estabilidade no custo do dinheiro em 1% ao ano.

De volta ao campo doméstico, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) mostra sua leitura para o Índice de Preços ao Consumidor (IPC). A Fundação Getulio Vargas (FGV) apresenta o resultado do IPC para São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Salvador e Recife. A Fenabrave divulga o balanço de emplacamento de veículos do primeiro semestre. Na sexta-feira, os mercados em Wall Street não operam em função de feriado e a agenda doméstica não reserva indicadores. Na Europa, os agentes conhecem o comportamento da atividade no segmento de serviços e as vendas no varejo da zona do euro.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host