UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

01/09/2009 - 15h38

Fibria tem projetos para elevar capacidade em 6,7 milhões de toneladas

SÃO PAULO - A Fibria, empresa resultante da união entre Votorantim Celulose e Papel (VCP) e Aracruz, tem cinco projetos de expansão na "fila de espera", que juntos elevarão sua capacidade de produção em 6,7 milhões de toneladas de celulose por ano. Atualmente, a empresa pode produzir até 5,8 milhões de toneladas anuais. Volume que passaria a 12,5 milhões de toneladas por ano após as expansões planejadas. O presidente da Fibria, Carlos Aguiar, informou que os projetos serão implementados ao longo do tempo e levarão em conta as condições de mercado, os preços da celulose e a recuperação da economia mundial. O executivo sinalizou, no entanto, que o primeiro projeto a ser desengavetado deve ser o da ampliação da unidade de Guaíba, no Rio Grande do Sul, que aumentará a capacidade de produção da empresa em 1,5 milhão de toneladas por ano e irá custar mais de R$ 5 bilhões. A empresa também tem planos para duplicar a unidade de Três Lagoas (MS), onde a capacidade também crescerá em 1,5 milhão de toneladas anuais. Estão previstas ainda as construções de outras três plantas: Veracel II (+ 0,7 milhão de toneladas), Losango (+ 1,5 milhão de toneladas) e outra sem local definido, também de 1,5 milhão de toneladas. (Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host