UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

01/09/2009 - 17h39

Vendas da Ford nos EUA sobem 17%; sinais ainda são mistos

SÃO PAULO - Os dados de vendas das montadoras de veículos que operam nos Estados Unidos indicaram sinais mistos de desempenho. Na ponta positiva, destaque para a Ford, a única entre as três maiores americanas que não precisou passar por um processo de recuperação judicial.

As vendas da Ford no mês passado somaram 182.149 veículos, um avanço de 17% sobre o volume observado no ano anterior. Apesar do crescimento, ele foi mais tímido do que o esperado, em especial diante da expectativa gerada por conta do programa de incentivo do governo americano chamado de "dinheiro por sucata".

Ao todo, calcula-se que 700 mil compradores foram beneficiados com o programa, que terminou na semana passada. Eles conseguiram um total de US$ 2,88 bilhões em descontos nos preços dos carros.

Não tem bem quanto a Ford, mas também com sinal positivo, a japonesa Toyota informou que vendeu 225.088 veículos em agosto, um avanço de 6,4% em relação ao mesmo mês de 2008. A Honda, por sua vez, comercializou 161.439 veículos no mês passado, volume 9,9% maior na comparação anual.

Ainda entre as grandes no mercado americano, a General Motors (GM) segue longe de recuperar o nível de vendas do ano passado, embora o ritmo de baixa já tenha arrefecido. A montadora vendeu 246.479 veículos em agosto, queda de 20,2% ante 2008. A Chrysler apresenta quadro parecido, com as vendas tendo caído 15% no mês passado, para 93.222 unidades.

A japonesa Nissan reportou queda de 2,9% nas vendas, para 105.312 veículos.

Entre aquelas com menor presença nos EUA, a Hyundai foi o destaque. As vendas da coreana saltaram 47%, para 60.467 veículos em agosto. Já a Volkswagen comercializou 24,823 unidades, número 11,4% maior na comparação anual.

(Valor Online, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host