UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/09/2009 - 14h37

Preços do petróleo registram queda mesmo após baixa dos estoques

SÃO PAULO - Os preços do petróleo chegaram a inverter o movimento de baixa verificado desde a abertura e ensaiaram recuperação, mas por pouco tempo. O ponto de virada foi a redução dos estoques de óleo cru e de gasolina nos Estados Unidos. No entanto, o dado não foi suficiente para anular o peso do ajuste de baixa em curso no mercado financeiro.

Instantes atrás, o contrato de WTI negociado em Nova York para o próximo mês era negociado a US$ 67,68, com queda de US$ 0,21. O vencimento para novembro declinava US$ 0,25, para US$ 68,47. Em Londres, o barril de Brent para outubro apontava US$ 67,31, com desvalorização de US$ 0,42. O contrato para o mês seguinte recuava US$ 0,46, para US$ 68,02.

O recuo das reservas de cru, de 400 mil barris na semana terminada em 28 de agosto, ficou abaixo das previsões de 600 mil barris a menos. Já os estoques de gasolina encolheram em 3 milhões de barris.

Segundo o Departamento de Energia dos EUA, o aumento da demanda no país por derivados de petróleo foi de 1,2%, para 19,7 milhões de barris diários. Considerando apenas a gasolina, a expansão da demanda é de 4,1%, para 9,84 milhões de barris diários, maior nível em três meses.

Ainda assim, as cotações do produto estão mais alinhadas com o comportamento de outros ativos, onde predomina a cautela. Assim, fundamentos ditados por demanda e oferta acabam tendo peso menos relevante no momento.

(Valor Online, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host