UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/09/2009 - 10h44

Oferta da Tivit pode passar de R$ 900 milhões

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ganhará um novo integrante com a chegada da Tivit, que atua no segmento de terceirização e tecnologia da informação. A empresa apresentou hoje o aviso ao mercado de uma oferta secundária que pode passar de R$ 900 milhões.

Depois de duas tentativas frustradas por condições adversas de mercado, parece que a empresa vai, finalmente, chegar ao Novo Mercado da Bovespa. Os investidores pessoas física poderão participar da oferta, com investimento mínimo de R$ 3 mil. O varejo ficará com o mínimo de 10% e o máximo de 20% das ações. No caso de a demanda superar a oferta, o procedimento de rateio será diferenciado. Modelo que não era observado há mais de um ano e que divide os investidores em "com prioridade de alocação" e "sem prioridade de alocação".

O direito à prioridade depende de dois fatores, a requisição de tal classificação e o atestado de bom comportamento. Ou seja, será atendido primeiro aquele investidor que não tiver " flipado " (no jargão de mercado, vendido as ações no dia da estreia) nas últimas quatro ofertas públicas. As ofertas consideradas para averiguar a conduta serão apresentadas no dia de abertura do período de reserva, ou seja, dia 16 de setembro. O investidor que quiser tomar parte terá até o dia 23 para manifestar sua intenção de investimento. Ainda de acordo com o cronograma estimado, o preço por papel será definido dia 24 e os papéis começam a ser negociados dia 28 de setembro sob o código TVIT3. Vale ressaltar que, por ser oferta secundária, todo o dinheiro obtido com a venda dos ativos vai para o bolso dos acionistas vendedores, grupo formado por empresas controladas pela Votorantim Participações, que detém o controle indireto da Tivit, Pátria Investimentos e pessoas físicas que trabalham na companhia, como Luiz Mattar, presidente e membro do conselho de administração. Ainda de acordo com aviso ao mercado, serão ofertadas 38.304.446 ações ordinárias, ou o equivalente a 43,04% do capital ta Tivit. O preço estimado vai de R$ 16,50 a R$ 20,50. O montante ofertado pode ser acrescido de lote suplementar de 15%. Tomando como base o teto da estimativa de preço e a colocação integral das ações suplementares a distribuição chega aos R$ 903 milhões. No lado operacional, a companhia conta com 300 clientes em carteiras, sendo 150 deles empresas multinacionais. Para dar suporte a esses clientes, em 2008 e 2009, a Tivit abriu escritório nos Estados Unidos e na França.

A empresa considera seu faturamento como previsível, justificando que 90,8% das receitas do primeiro semestre vieram de contratos com prazo de pelo menos 24 meses. Entre janeiro e julho de 2009, a receita líquida da companhia somou R$ 452 milhões e o lucro foi de R$ 21,73 milhões.

(Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host