UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

10/09/2009 - 12h40

Bovespa ensaia alta e retoma os 58 mil pontos

SÃO PAULO - Depois de um começo de pregão bastante instável, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) tenta firmar posição em terreno positivo, testando, novamente, os 58 mil pontos. Por volta das 12h40, o Ibovespa avançava 0,24%, aos 58.048 pontos com giro financeiro em R$ 1,84 bilhão.

A movimentação por aqui é um espelho do mercado americano, onde os índices também passaram para o terreno positivo depois de perdas no começo da sessão. Há pouco, o Dow Jones ganhava 0,22%, enquanto o Nasdaq subia 0,38%.

Voltando o foco para o mercado local, um gestor que prefere não se identificar avalia que o mercado brasileiro mostra força e deve testar as máximas intradia registradas na casa dos 58.600 pontos.

Ainda de acordo com o especialista, o que dá sustentação ao Ibovespa é o investidor local, já que o estrangeiro segue ampliando sua participação nas vendas no decorrer de setembro.

Segundo dados da própria Bovespa, nos quatro primeiros dias do mês, o saldo de negociação do não residente estava negativo em R$ 1,29 bilhão. " Tem liquidez no mercado doméstico e esse dinheiro vem para a bolsa, mesmo com os preços pouco atrativos " , explica. No front corporativo, a valorização no preço das commodities dá fôlego aos carros-chefe. O petróleo avança pelo quarto dia no mercado externo, apoiado na queda dos estoques nos Estados Unidos, maior previsão de demanda feita pela Agência Internacional de Energia (AIE) e manutenção das cotas de produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Há pouco, o papel PN da Petrobras ganhava 0,32%, a R$ 33,86. Variação positiva, também, para os ativos da Vale. A ação PNA aumentava 0,39%, a R$ 33,13, e o ON ganhava 0,68%, a R$ 38,41.

Ainda entre os mais negociados, Gerdau PN subia 0,84%, a R$ 22,75, e Itaú Unibanco PN tinha acréscimo de 0,27%, a R$ 32,49.

Destaque de alta para os ativos da Telemar. O papel ON subia 4%, a R$ 37,88, e o PN aumentava 2,45%, a R$ 31,71. Segundo o gestor, a oferta de compra que a francesa Vivendi fez pela operadora GVT chamou atenção para o setor e os agentes perceberam que a Telemar apresenta múltiplos bastante atrativos à compra.

Na ponta vendedora, Bradespar PN devolve parte da alta recente, recuando 2,52%, a R$ 30,12. Perdas, também, para Sabesp ON, que devolvia 1,66%, a R$ 33,66.

No câmbio, o começo da jornada também foi marcado por indefinição, mas conforme as bolsas passaram a oscilar no azul, os vendedores voltaram a aparecer. Há pouco, o dólar comercial caía 0,59%, para R$ 1,825 na venda. (Eduardo Campos | Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host