UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/09/2009 - 20h07

PDG formaliza oferta de R$ 1,04 bilhão

SÃO PAULO - A incorporadora imobiliária PDG Realty apresentou novos detalhes de sua oferta de ações. O prospecto preliminar confirma a intenção de venda de 56 milhões de novas ações e aponta que outras 19,6 milhões de ações podem ser vendidas em distribuição secundárias caso a demanda supere a oferta. Os atuais acionistas não terão direito de preferência. O varejo poderá tomar parte desembolsando, no mínimo, R$ 3 mil. A intenção de investimento deve ser comunicada a uma corretora credenciada entre os dias 28 e 30 de setembro. O cronograma estimado aponta que o preço por ação será fixado dia 1º de outubro e que papéis começam a ser negociados no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) dia 5 de outubro.

Tomando com base o preço de fechamento do papel da PDG no pregão de hoje, de R$ 13,80, a oferta inicial de 56 milhões de ações movimentará R$ 772 milhões. Se a demanda for elevada, há opção para exercício de lote suplementar e adicional. Nesse caso, o fundo UBS Pactual Desenvolvimento e Gestão I venderá até 19,6 milhões de suas ações. Considerando tal possibilidade, a oferta sobe a R$ 1,04 bilhão. A venda dos ativos será coordenada pelo UBS Pactual em conjunto com Itaú BBA, Goldman Sachs e Bank of America Merrill Lynch.

Os recursos obtidos na oferta primária da PDG vão para compra de novos terrenos, investimentos em seu portfólio, construção de obras e capital de giro.

Essa será a terceira vez que a PDG vende ações na Bovespa. A companhia chegou ao Novo Mercado em janeiro de 2007, com emissão primária e secundária de 46,313 milhões de ações, a R$ 14 cada. Já em novembro do mesmo ano, levantou outros R$ 575 milhões com uma oferta primária de 23 milhões de ações, a R$ 25 cada.

(Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host