UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

14/09/2009 - 16h17

Varejo paulista cria 4,9 mil vagas em julho, mostra Fecomercio

SÃO PAULO - O varejo de São Paulo criou 4.903 novas vagas em julho, atingindo 840.557 empregos formais em todo estado, uma alta de 4,5% frente aos 804.052 postos de trabalho existentes em julho do ano passado. Os dados foram divulgados hoje pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio).

De acordo com a pesquisa, as contratações foram motivadas principalmente pelo aumento das vendas dos supermercados e das farmácias e perfumarias. Os dois setores foram responsáveis por 2.110 novas vagas em julho, das quais 1.993 criadas nos supermercados e 117 nas farmácias e perfumarias.

No total, o comércio de São Paulo registrou 36.939 admissões em julho, com 32.036 demissões. Segundo a Fecomercio, as empresas varejistas continuam otimistas para o restante do ano, estimuladas pela retomada do crédito, o alongamento de prazos de financiamento, o prolongamento da desoneração fiscal e as quedas das taxas de juros.

Já o salário médio nominal do varejo paulista ficou em R$ 1.268,00 em julho, contra R$ 1.274,00 em junho. Em julho do ano passado, o valor era de R$ 1.325,00. Os maiores salários médios foram registrados pelas lojas de departamentos, com R$ 2.252,00; lojas de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, com R$ 1.734,00; e concessionárias de veículos, com R$ 1.684,00. Os menores rendimentos pagos ficaram com os supermercados, com R$ 1.070,00 e materiais de construção, com R$ 1.120,00.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host