UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

17/09/2009 - 14h28

Bovespa reverte e opera em baixa; dólar sobe a R$ 1,813

SÃO PAULO - Depois de testar os 61 mil pontos na máxima da manhã, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passa a oscilar em terreno negativo. Por volta das 14h20, o Ibovespa recuava 0,13%, aos 60.330 pontos, com giro financeiro em R$ 3,98 bilhões. O mercado local acompanha o sinal proveniente de Wall Street, onde o Dow Jones passou a apontar baixa de 0,22%, enquanto o Nasdaq recuava 0,40%. O espaço para uma realização de lucros parece falar mais alto que os bons indicadores do dia, como o menor pedido por seguro-desemprego, maior construção de moradias e melhora no índice de atividade do Federal Reserve (Fed), da Filadélfia. A virada de humor nas bolsas reforçou o viés comprador no mercado de câmbio. O dólar acentuou a alta contra o real, avançando 0,72%, a R$ 1,813 na venda. No campo externo, a moeda americana também sobe contra o euro. Com as commodities perdendo força, os principais ativos do Ibovespa também perdem atratividade. Vale PNA devolveu os ganhos do período da manhã, caindo 0,39%, para R$ 35,21. Petrobras PN ainda defendia leve alta de 0,11%, a R$ 34,39.

Entre os bancos, o destaque segue com o papel ON do Banco do Brasil, que subia 1,67%, a R$ 29,74. O governo autorizou e o banco vai vender recibos de ações (ADR) em Nova York. Também foi elevado o limite de participação de capital estrangeiro de 12,5% para 20%.

O papel ON da JBS continua atraindo compradores. A ação subia 3,46%, a R$ 8,95. Ontem, o frigorífico anunciou a fusão com o Bertin e a compra de mais uma empresa americana.

Liderando as vendas, as units da ALL Logística caíam 3,92%, para R$ 12,99. Os investidores reagem mal à decisão da empresa de emitir debêntures conversíveis em ações. Segundo a Link Investimentos, como a operação é um tanto complexa pode estar gerando algum ruído no mercado. No entanto, a avaliação é positiva, pois o negócio permitirá maior alavancagem e capitalização da companhia. "Reiteramos nossa recomendação de compra da ALLL11", disse a corretora em relatório.

Ainda na ponta vendedora, as construtoras devolvem parte dos ganhos de ontem. Rossi ON recuava 2,20%, a R$ 13,30, e Cyrela ON perdia 2,65%, a R$ 24,18. (Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host