UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

17/09/2009 - 11h36

Cai demanda das empresas por crédito, depois de cinco altas seguidas

SÃO PAULO - Com a dificuldade de acesso ao crédito ainda enfrentada pelas micro e pequenas empresas, a demanda das companhias no Brasil por financiamento interrompeu cinco meses consecutivos de crescimento e apresentou recuo de 4,3% em agosto, na comparação com julho.

Segundo as informações divulgadas hoje pela Serasa Experian, a queda em agosto foi determinada principalmente pela diminuição de 4,5% na procura das micro e pequenas empresas.

Esta situação de falta de acesso ao crédito por parte das companhias menores, no entanto, deverá ser revertida em breve, segundo os analistas do Serasa. "A situação deve se reverter com a entrada em operação do Fundo Garantidor de Investimentos (FGI)", afirmou a instituição, em nota.

No período, as médias empresas demandaram menos 1,3% de crédito do sistema. As grandes foram as únicas que procuraram mais por financiamento, com avanço de 0,9% no indicador.

Na classificação por setor, Serviços foi o que teve pior resultado, com queda de 9,9% na demanda. O Comércio demandou 0,1% a menos, enquanto o indicador para a Indústria ficou negativo em 1,9%.

Na análise por região, as empresas do Centro-Oeste diminuíram a demanda em 9,2%, enquanto as do Norte, 7%. Quedas menores foram verificadas nas companhias do Nordeste (-3,6%), do Sul (-1,9%) e do Sudeste (-4,3%)
A menor quantidade de dias úteis do mês também foi citada pela Serasa como um dos fatores de retração do indicador.

O Serasa informou ainda que ante o mesmo período do ano passado, a procura das empresas por crédito apresentou decréscimo de 4%. No acumulado do ano, a queda foi de 5,8%.

(Vanessa Dezem | Valor Online)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host