UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

18/09/2009 - 14h19

Bolsas de Frankfurt e Paris recuam, mas Londres encerra no azul

SÃO PAULO - As bolsas europeias fecharam o pregão desta sexta-feira em queda, após alcançarem o maior patamar em 11 meses. O ajuste foi modesto e não atingiu todos os índices, mas foi motivado por dúvidas dos agentes sobre se a rápida valorização dos ativos não teria sido mais otimista do que o desempenho dos fundamentos econômicos e empresariais no mesmo período.

Em Frankfurt, o DAX declinou 0,48% para 5.703 pontos. O CAC 40, de Paris, encerrou aos 3.827 pontos, após recuar 0,19%. Já em Londres, o índice conseguiu fechar com 0,17% de alta, aos 5.172 pontos.

Entre as baixas do dia, as ações da Lonmin caíram 2,19% e as da Anglo American perderam 2,49% em Londres, devido à correção de baixa nos preços de metais no mercado internacional. Os papéis da ArcelorMittal recuaram 1,61%.

Ações do setor automotivo também se ajustaram para baixo. Foi o caso da Renault, que registrou queda de 3,53% em Paris e da Volkswagen, que viu seus papéis cederem 6,37% em Frankfurt.

No setor farmacêutico, os papéis da Glaxo fecharam em alta de 2% devido a notícias não confirmadas oficialmente de que a empresa estaria interessada na compra de uma fatia do laboratório indiano Reddy's. Também registraram ganhos as ações da British Land, que subiram 3,33% após a empresa vender metade do complexo de escritórios Broadgate, em Londres, para a Blackstone.

(Valor Online, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host