UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 14h28

Bolsas europeias encerram em queda por bancos e mineradoras

SÃO PAULO - As bolsas europeias iniciaram a semana com baixa, ainda sob correção após a forte valorização da última semana. O seto bancário liderou a baixa e os agentes voltaram a ficar receosos sobre um eventual ajuste de sobrepreço dos ativos.

O FTSE-100, de Londres, registrou baixa de 0,57%, para 5.134 pontos. Em Frankfurt, o DAX encerrou aos 5.668 pontos, com recuo de 0,62%. O CAC 40, de Paris, declinou 0,41%, para 3.812 pontos.

Desde a semana passada os investidores vinham tendo um otimismo abastecido por indicadores melhores tanto nos Estados Unidos como na Europa. Os comentários de Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve, de que a economia americana "provavelmente" já saiu da recessão, também contribuíram para o movimento.

As ações do Deutsche Bank caíram 1,04% em Frankfurt, as do HSBC cederam 1,15% na bolsa londrina e os papéis do Societe Generale declinaram 2,37% em Paris. O setor siderúrgico também sofreu correções importantes, puxado pelas ações da ArcelorMittal, que perderam 3,6%, após o banco BNP Paribas reduzir a recomendação para as ações da siderúrgica de "acima do mercado" para "neutro". Entre as mineradoras, os papéis da Vedanta caíram 3,5% após terem sofrido rebaixamento pelo Goldman Sachs, que reduziu a recomendação das ações da empresa de "compra" para "neutro".

Apesar do predomínio de baixas, algumas ações conseguiram fechar no azul. Foi o caso de algumas farmacêuticas, entre as quais a Novartis, cujas ações subiram 1,73% e da GlaxoSmithKline, que viu seus papéis avançarem 0,75% em Londres.

(Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host