UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 09h39

Bovespa deve começar semana em baixa

SÃO PAULO - A semana deve começar com tom vendedor na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A indicação vem do mercado futuro e está alinhada com o observado em outras praças de negociação. Há pouco, o Ibovespa com vencimento em outubro caía 0,85%, para 60.230 pontos. Perdas também tomam forma em Wall Street, mas os agentes ainda mostram certa resistência à realização de lucros. A agenda do dia é pouco carregada, reservando apenas o índice de indicadores antecedentes. Mas a semana traz dados importantes sobre o mercado imobiliário e também reserva a decisão do Federal Reserve (Fed), banco central americano.

No front doméstico, atenção ao vencimento de opções sobre ações, que concentra a movimentação nos papéis da Petrobras e Vale.

Com maior impacto sobre o mercado brasileiro, os agentes embolsam ganhos recentes que registraram no mercado de commodities. Com isso, o dólar toma fôlego em âmbito global. Por aqui, a moeda americana aponta alta de 0,60%, a R$ 1,820 na venda.

A queda no preço das matérias dá o rumo dos negócios na Europa. Há pouco, o FTSE-100, de Londres, perdia 0,65%, enquanto em Frankfurt, o Xetra-DAC recuava 1,29%.

A semana começou sem direção definida na Ásia. Seul recuou 0,25% e Tóquio não operou. Já na China, Hong Kong perdeu 0,70%, mas Xangai garantiu alta de 0,15%. Na sexta-feira, o Ibovespa ganhou fôlego nos instantes finais do pregão e marcou nova máxima para o ano encerrando aos 60.703 pontos, alta de 0,78%. O giro financeiro somou R$ 5,72 bilhões. As compras se concentraram nas ações da Petrobras e Vale, sugerindo antecipação de exercício de opções.

Na semana, o índice acumulou alta de 4%, elevando o ganho do mês a 7,46%. Em 2009, a alta já passada de 61%. Ganhos também em Wall Street, onde o Dow Jones subiu 0,37%, para 9.820 pontos, nova máxima para o ano. S & P 500 e Nasdaq ganharam 0,29% e 0,26%, respectivamente. (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host