UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 10h39

Bovespa passa por correção, mas defende os 60 mil pontos

SÃO PAULO - Acompanhando pares internacionais, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a semana perdendo valor. Com cerca de meia hora de pregão, o Ibovespa caía 0,94%, para 60.130 pontos com giro financeiro em R$ 412 milhões.

Perdas também em Wall Street, onde o Dow Jones e o Nasdaq recuava 0,73% e 0,59%, com poucos minutos de pregão. Realização de lucros é a explicação para as perdas tanto aqui quanto em no mercado externo. Os agentes vendem parte de suas posições para colocar no bolso os ganhos obtidos com a valorização dos ativos nas últimas semanas.

Atingindo com mais força o mercado brasileiro, o dia também é de correção no preço das commodities. O petróleo cai cerca de 4% e já é negociado abaixo da linha de R$ 70 o barril de WTI.

Com ações e commodities em baixa o caminho natural é buscar proteção na moeda americana. Por aqui, o dólar comercial apontava alta de 0,55%, a R$ 1,819 na venda. A divisa também ganha espaço sobre o euro e a libra. Dentro do Ibovespa, as ações estão voltadas para as ações da Petrobras e Vale, que concentram o exercício de opções sobre ações. Petrobras PN recuava 0,83%, a R$ 34,36 e Vale PNA tinha baixa de 0,28%, a R$ 35,35. As siderúrgicas passam por ajuste. Com elevado volume, Usiminas PNA perdia 1,19%, a R$ 46,44, e Gerdau PN diminuía 0,94%, para R$ 24,04.

Escapando às vendas, Cyrela ON subia 1,19%, a R$ 23,79, chamando compradores depois das perdas da semana passada. Papéis mais defensivos também atraem investidores. Light ON avançava 1,13%, a R$ 25,03, Eletropaulo PNB valorizava 0,85%, a R$ 37,80, e Comgás PNB tinha acréscimo de 0,83%, a R$ 33,68.

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host