UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 08h35

Indicadores puxaram a alta das bolsas em NY na sexta

SÃO PAULO - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta na sexta-feira, impulsionadas pela valorização das ações da Procter & Gamble e de grandes construtoras após comentários positivos de corretoras.

O mercado também repercutiu apostas de investidores de que a recuperação econômica será forte o suficiente para sustentar os lucros corporativos. O Dow Jones avançou 0,37%, para 9.820 pontos. O Nasdaq subiu 0,29%, para 2.132 pontos. O Standard & Poor ? s 500 ganhou 0,26%, para 1.068 pontos.

Na semana, o Dow Jones acumulou ganhos de 2,24%, o S & P 500 subiu 2,45%, enquanto o Nasdaq avançou 2,50%. Esta foi a segunda semana consecutiva em que o mercado registra ganhos.

O Dow Jones atingiu a máxima em 11 meses e teve a melhor semana em dois meses, depois que o Citigroup avaliou que a Procter & Gamble deve ganhar participação de mercado por meio de uma política de preços mais agressiva.

O principal índice de ações da Europa fechou em queda após ter atingido, na quinta-feira, o maior patamar em 11 meses, com ações ligadas a commodities em desvalorização.

O segmento bancário, contudo, subiu, com o Lloyds revertendo perdas iniciais depois de comentários do Goldman Sachs. Ações do setor farmacêutico, que ficaram atrás do rali, apresentaram o melhor desempenho do dia.

O índice FTSEurofirst 300, referência das principais bolsas europeias, caiu 0,47%, para 1.006 pontos. Na semana, o indicador acumulou alta de 1,3%.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,17%, a 5.172 pontos. O DAX, de Frankfurt, cedeu 0,48%, para 5.703 pontos. Na bolsa de Paris, o CAC-40 caiu 0,19%, para 3.827 pontos. Houve queda de 0,42% no Ftse/Mib, de Milão (23.483 pontos). Em Madri, o índice Ibex-35 subiu 0,05% (11.777 pontos). O PSI20, de Lisboa, caiu 0,44% (8.425 pontos).

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host