UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 11h14

Saldo estrangeiro na Bovespa soma R$ 15,6 bilhões em 2009

SÃO PAULO - Os investidores estrangeiros elevaram as ordens de compra na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) no decorrer da semana passada, impulsionando o saldo positivo no acumulado do mês até o dia 16 para R$ 1,696 bilhão. Com isso, o saldo do ano foi a R$ 15,66 bilhões, soma recorde.

O envio de dinheiro para a Bovespa refletiu o aumento de confiança dos investidores seguindo uma rodada de dados positivos sobre a economia americana, onde consumo e produção surpreenderam para cima. No mês até o dia 16, os não residentes efetuaram compras no valor de R$ 19,513 bilhões, enquanto as vendas ficaram em R$ 17,817 bilhões. Essa sobra de recursos ajuda a explicar o forte desempenho do Ibovespa, que no dia 16 superou a linha dos 60 mil pontos pela primeira vez desde julho do ano passado. Vale lembrar que muitos agentes de mercado tinham os 60 mil pontos como meta de valorização para todo o ano de 2009. Apenas no dia 16, o saldo no não residente ficou próximo de R$ 800 milhões positivo.

Chama atenção, também, a participação das instituições financeiras locais na ponta de compra. Em setembro, até o dia 16, o saldo estava positivo em R$ 2,07 bilhões. Resultado de compras de R$ 5,785 bilhões descontadas as vendas de R$ 3,713 bilhões. As instituições financeiras estão na ponta de compra desde o início do mês, mostrando uma reversão de postura em comparação com agosto, quando foram mais vendedoras que compradoras.

Na ponta oposta, ou seja, dando entrada aos estrangeiros e às instituições financeiras, estão as pessoas físicas e os investidores institucionais, que reforçaram suas as vendas. No mês até o dia 16, as pessoas físicas tinham saldo negativo de R$ 1,79 bilhão, enquanto os institucionais mostram saída de R$ 1,91 bilhão. (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host