UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

21/09/2009 - 18h08

Zelaya volta a Honduras e se refugia em embaixada brasileira

BRASÍLIA - Quase três meses após ter sido deposto do cargo, o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, conseguiu retornar ao seu país, onde buscou refúgio na embaixada brasileira, já que corre o risco de ser detido devido à ordem de prisão expedida contra ele. Uma funcionária da embaixada brasileira em Tegucigalpa confirmou há pouco, à Agência Brasil, que Zelaya chegou à embaixada hoje cedo, acompanhado por integrantes da comitiva que o tem acompanhado desde que militares o detiveram e o obrigaram a deixar o país. Segundo a mesma funcionária, manifestantes pró-Zelaya estão reunidos diante da embaixada, sem qualquer registro de tumultos até o momento. Em entrevista à rede de TV Telesur, Zelaya agradeceu o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e afirmou que o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, chegará à capital do país amanhã para tentar mediar uma solução para o impasse político no país.

De acordo com a BBC Brasil, assessores de Zelaya teriam afirmado que a operação que permitiu sua volta teria sido realizada com a ajuda da Organização das Nações Unidas (ONU). O governo interino de Honduras, no entanto, nega que Zelaya esteja no país.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host