UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

24/09/2009 - 14h36

Bolsas europeias recuam com perdas no setor bancário após Fed

SÃO PAULO - O tombo das ações do setor bancário derrubaram os principais índices europeus nesta jornada. Os investidores levam em conta comunicado do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de que reduzirá a escala de dois programas emergenciais de crédito, tendo em vista a recuperação econômica.

Em Londres, o FTSE-100 fechou com queda de 1,17%, aos 5.079 pontos. O DAX, de Frankfurt, retrocedeu 1,70%, para 5.605 pontos. Em Paris, o CAC 40 encerrou aos 3.758 pontos após cair 1,66%.

O Fed informou hoje que diminuirá o volume de recursos ofertado aos bancos em empréstimos de curto prazo incluídos no programa Term Auction Facility (TAF). Para empréstimos de 84 dias, serão disponibilizados US$ 50 bilhões em outubro - abaixo dos US$ 75 bilhões oferecidos atualmente.

As operações de novembro e dezembro serão cortadas para US$ 25 bilhões. Para empréstimos de 28 dias, a autoridade monetária continuará a fazer leilões no valor de US$ 75 bilhões até janeiro, a partir de quando o volume também deve ser cortado.

Os papéis do HSBC recuaram 1,08% e os do Barclays cederam 1,80%. O Lloyds viu suas ações declinarem 1,65% e as do Standard Chartered caíram 2,46% em Londres. Na bolsa parisiense, os papéis do Societe Generale declinaram 0,19%, os do Credit Agricole perderam 2,48% e os do BNP Paribas cederam 1,51%.

Também recuaram as ações do setor de energia, devido à forte desvalorização do petróleo. As ações da Total perderam 3,4% e as da BP declinaram 0,29%. O aumento menor do que o esperado da confiança dos empresários na Alemanha também influenciou negativamente os negócios. O indicador IFO apontou alta de 90,5 agosto pontos para 91,3 pontos em setembro. Os agentes, no entanto, esperavam 92 pontos.

(Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host