UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

28/09/2009 - 15h17

Ibovespa sobe a 69.045 pontos e gira R$ 3,1 bi; dólar cai a R$ 1,708

SÃO PAULO - Depois da instabilidade registrada na primeira etapa do pregão, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) mantém a trajetória positiva e volta a testar os 69 mil pontos nesta tarde, beneficiada pela valorização dos papéis de maior peso sobre o Ibovespa e também pelo movimento do mercado americano.

Próximo das 14h20, o Ibovespa avançava 0,33%, para 69.045 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 3,1 bilhões.

Em Wall Street, embora indicadores negativos de preços de imóveis e de confiança do consumidor tenham pressionado as bolsas ao longo da manhã, o mercado opera com leve ganho. Há pouco, o índice Dow Jones subia 0,17%, o Nasdaq tinha alta de 0,02% e o S&P 500 se apreciava em 0,07%.

A valorização dos preços das commodities dá força para as "blue chips" brasileiras. Instantes atrás, as ações Vale PNA subiam 0,37%, para R$ 45,77, enquanto os papéis Petrobras PN avançavam 0,94%, a R$ 26,75.

As maiores altas do Ibovespa ainda pertenciam aos papéis PNA da Usiminas (2,26%, a R$ 23,01), PN da Gerdau (1,79%, a R$ 23,31) e PN da Gerdau Metalúrgica (1,60%, a R$ 27,79).

Na trajetória oposta, as principais quedas partiam da Duratex ON (-1,96%, a R$ 17,94), Brasil Ecodiesel ON (-1,98%, a R$ 0,99) e Marfrig ON (-2,67%, a R$ 17,45).

Fora do Ibovespa, destaque para as ações ON da Hering, que subiam 3,66%, para R$ 76,30.

Ontem, a empresa afirmou que vê potencial para dobrar o tamanho da rede Hering Store, formada por lojas próprias e franqueadas. Um estudo encomendado pela companhia identificou a possibilidade de elevar o número de lojas de 292 pontos - divulgados no balanço do segundo trimestre - para 604 unidades. Com isso, a empresa adiantou que poderá revisar seu programa de expansão, que prevê 405 lojas até o fim de 2012.

No mercado de câmbio, o dólar comercial mantém leve queda. Há pouco, a moeda americana recuava 0,11%, para R$ 1,708 na venda. O Banco Central já realizou leilão de compra de dólar e a taxa de corte foi de R$ 1,7098.

(Beatriz Cutait | Valor)
Hospedagem: UOL Host