UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

28/09/2009 - 08h38

Começa hoje período de reserva para papéis de Santander, PDG e Rossi

SÃO PAULO - Os investidores interessados em tomar parte na oferta pública de ações do Santander - que pode ser a maior do mundo em 2009 - têm de hoje até o dia 5 de outubro para fazer o seu pedido de reserva em uma corretora consorciada. O investimento mínimo é de R$ 3 mil.

O varejo ficará com até 20% das 525 milhões de units (recebido de ação formado por 55 papéis ordinários e 50 preferenciais). Considerando-se o teto da estimativa de preço, que vai de R$ 22 a R$ 25, o banco levantará R$ 13,125 bilhões.

VALE A PENA COMPRAR AÇÃO EM IPO?
COMENTE ESTE VÍDEO
Com a colocação dos lotes suplementar e adicional, o total chega a R$ 15,625 bilhões. Para efeito de comparação, a maior oferta já feita na Bovespa foi a da Visanet, que somou R$ 8,39 bilhões.

Funcionários e clientes terão preferência na compra dos papéis, o que reduzirá a fatia de ações disponíveis para os demais investidores de varejo.

Para participar da oferta, o funcionário ou cliente do banco deverá efetuar sua reserva exclusivamente na Santander Corretora. Já o cliente do ABN Amro Real que for cadastrado na ABN Amro Corretora deverá realizar sua reserva exclusivamente nessa corretora.

Caso o correntista do Real não seja cadastrado na ABN Amro Real Corretora, ele deverá realizar seu cadastro e pedido de reserva na Santander Corretora.

No caso dos funcionários, o valor mínimo de investimento é de R$ 1 mil. Esse grupo também poderá utilizar condições especiais para subscrição dos papéis por meio de incentivo, que possibilitará mediante requerimento empréstimo com o banco no valor mínimo de R$ 1 mil e máximo de um salário bruto mensal.

Os juros serão de 1% ao ano. Encerrado o período de reserva, o preço das ações será definido em 6 de outubro e os papéis passam ser negociados no Nível 2 da Bovespa no dia 8 de outubro, sob o código SANB11.

Além da alternativa de investimento no setor financeiro via a oferta do Santander, a semana também oferece a opção de aplicação no segmento imobiliário.

Começa hoje e acaba no dia 30 de setembro o período de reserva para as ofertas de ações das incorporadoras Rossi Residencial e PDG Realty. O valor mínimo de investimento para o pequeno investidor foi fixado em R$ 3 mil.

No caso da Rossi, a empresa poderá levantar mais de R$ 900 milhões, dinheiro que será utilizado na aquisição de terrenos e em projetos voltados ao segmento imobiliário econômico.

Já a PDG pode obter outros R$ 795 milhões com a venda de novos papéis, recursos que serão destinados também à compra de terrenos, investimentos em seu portfólio, construção de obras e capital de giro.

O cronograma das duas ofertas aponta que o preço por ação será definido dia 1º de outubro e os papéis passam a ser negociados dia 5 no Novo Mercado da Bovespa.

A oferta inicial da Rossi compreende a venda de 55 milhões de ações ordinárias (ON, com direito a voto). Tomando como base o preço de fechamento de sexta do papel, de R$ 14,59, a distribuição movimentará R$ 802 milhões. Levando em conta a colocação total do lote suplementar de 15%, o montante chega a R$ 922 milhões. A Rossi chegou ao Novo Mercado em fevereiro de 2006, vendendo 40,5 milhões de ações, a R$ 25 cada.

A oferta da PDG compreende 56 milhões de ações, ou R$ 795 milhões, tomando como base o preço de R$ 14,20 por papel, valor registrado no fechamento do pregão de quinta. Se a demanda for elevada, há opção para exercício de lote suplementar e adicional.

Nesse caso, o fundo UBS Pactual Desenvolvimento e Gestão I venderá até 19,6 milhões de suas ações. Considerando tal possibilidade, a oferta sobe para R$ 1,07 bilhão. Essa será a terceira vez que a PDG venderá ações na Bovespa. A companhia chegou ao Novo Mercado em janeiro de 2007.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host