UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

28/09/2009 - 20h54

Congresso de Honduras pede fim do estado de sítio

TEGUCIGALPA - O Congresso de Honduras pediu formalmente na tarde de hoje (28) ao presidente golpista Roberto Micheletti que revogue o Decreto 016/2009, impondo o estado de sítio no país por 45 dias. De acordo com o presidente do Congresso, Carlos Saavedra, é um pedido gentil, porém com o apoio de todas as lideranças do Parlamento. "Pedimos respeitosamente que o governo reveja esse ato", anunciou Saavedra, em entrevista coletiva ao lado de Micheletti, na Casa Presidencial.

O presidente de fato de Honduras, no entanto, não ofereceu resposta. Disse apenas que vai consultar primeiro o Conselho de Ministros e a Suprema Corte antes de tomar qualquer decisão. "Vou consultá-los para saber a melhor hora de revogar o decreto. Não existe uma imposição, mas a decisão de publicar o decreto foi tomada em conjunto e, por isso, tenho que discutir com eles [os ministros e a Suprema Corte]", afirmou Micheletti.

O decreto determinando o estado de sítio, com a suspensão das garantias constitucionais, foi publicado no último sábado (26). Manuel Zelaya foi deposto por um golpe no dia 21 de junho e expulso do país pelo comando militar. Mas, no último dia 21, o presidente deposto retornou ao país e se abrigou na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa. Há quase uma semana a embaixada brasileira está cercada por militares que proíbem até mesmo o acesso de brasileiros ao prédio.

(Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host