UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

29/09/2009 - 18h06

Comércio está otimista com Dia das Crianças e espera vender 15,4% mais

SÃO PAULO - A maioria dos comerciantes brasileiros espera vender mais neste Dia das Crianças. Dentre os entrevistados pela Serasa Experian, 49% esperam aumento do faturamento. É uma fatia menor do que os 52% de otimistas identificados no mesmo período do ano passado. Outros 37% esperam manutenção do nível e vendas verificado na data comemorativa do ano passado.

Dentre os que estão mais otimistas, a expectativa aponta para um aumento médio de 15,4% no faturamento. Os 14% mais pessimistas, que acreditam que venderão menos do que no ano passado, apostam em faturamento 18,7% menor em média.

De acordo com a Serasa, o desempenho dessa pesquisa, feita com 1.011 empresários entre os dias 4 e 14 de setembro, supera em percentual de otimistas todos os outros levantamentos para datas comemorativas feitas neste ano, o que se explica também pela recuperação da economia.

"Como termômetro de vendas para o Natal, a data abre possibilidade de faturamento superior nas festas de final 2009, dado que no ano passado foi fraco por conta dos efeitos da crise global no país", avalia a entidade.

Questionados sobre os presentes mais requisitados para o Dia das Crianças, os comerciantes apontam que a preferência para a data neste ano continuará sendo brinquedos (68%) e jogos (11%). Também há demanda por celular (9%), roupas e calçados (6%) e eletrônicos (3%).

A expectativa dos comerciantes é de que 52% das compras sejam pagas à vista e 48% a prazo, uma inversão em relação a 2008, quando os varejistas esperavam 48% dos pagamentos a vista e 52% a prazo. Para os pagamento a prazo, o instrumento mais usado deverá ser o cartão de crédito (41%), enquanto no pagamentos à vista o dinheiro deverá responder por 42% dos casos.

Quando se analisa o otimismo por porte, as grandes empresas são as que tem as melhores perspectivas, com 68% dos comerciantes esperando elevar as vendas. Entre as médias empresas esse percentual é de 57% e, nas pequenas, de 46%. Na análise por região, o Norte apontou 57% de varejistas confiantes em aumento do faturamento, seguido da região Nordeste (52%), Centro-Oeste (55%), Sudeste (49%) e Sul (44%).

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host