UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

01/10/2009 - 11h34

Bovespa segue em baixa, mas cai menos que NY

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue operando em terreno negativo, mas, ainda assim, mostra certa resistência à deterioração da cena externa. Por volta das 11h30, o Ibovespa perdia 0,66%, a 61.109 pontos, com giro financeiro em R$ 1,30 bilhão. Em Wall Street, a pressão vendedora é mais severa. Há pouco, o Dow Jones caía 1,07%, enquanto o S & P 500 e o Nasdaq perdiam 1,20% e 1,60%, respectivamente. Os índice aprofundaram as perdas seguindo a divulgação do índice de atividade no setor industrial, que caiu de 52,9 pontos em agosto para 52,6 em setembro, contrariando previsão de alta para 54. Antes disso, os agentes já tinham recebido o aumento nos pedidos por seguro-desemprego. E, com viés mais positivo, o Departamento de Comércio divulgou um forte crescimento nos gastos do americano em agosto. Acompanhando a forte piora de humor no mercado americano e outras moedas, o real voltou a perder espaço para o dólar. Depois de cair a R$ 1,767, há pouco, o dólar comercial valia R$ 1,777, alta de 0,28%. De volta à Bovespa, os bancos limitam as perdas do dia. Itaú Unibanco PN avançava 0,47%, a R$ 35,85, Bradesco PN aumentava 0,28%, a R$ 35,35, e Banco do Brasil ON subia 0,70%, a R$ 31,45. Puxando as perdas, Petrobras PN devolvia 0,17%, a R$ 34,71, Vale PNA perdia 0,92%, a R$ 36,26, e Vale ON caía 1,28%, a R$ 40,66. De volta à ponta compradora, destaque para papéis mais defensivos. Eletropaulo PNB subia 1,40%, a R$ 36,76, Transmissão Paulista PN ganhava 1,20%, a R$ 50,35, e Telesp PN avançava 0,73%, a R$ 43,91. (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host