UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/10/2009 - 17h09

Análise: Dólar testa R$ 1,80, mas fecha a R$ 1,778, baixa de 0,55%

SÃO PAULO - Confirmando a pontualidade da alta de ontem e a falta de sustentação acima de R$ 1,80, o dólar comercial voltou a perder valor conta o real nesta sexta-feira. Ao final da jornada, a moeda valia R$ 1,776 na compra e R$ 1,778 na venda, queda de 0,55%. Na semana, a divisa perdeu 1,22%.

Na roda de "pronto" da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM & F), o dólar também perdeu 0,55%, para fechar a R$ 1,7761. O volume se recuperou, somando US$ 287,25 milhões, depois de bater apenas US$ 70 milhões ontem. No interbancário os negócios triplicaram somando US$ 3,9 bilhões.

Segundo o gerente da mesa de câmbio do Banco Prosper, Jorge Knauer, teve motivo para que o dólar fosse a R$ 1,80 no período da manhã, já que bolsas e commodities operavam com forte queda no mundo todo. No entanto, esse quadro não resistiu ao que parece ter sido uma relevante entrada de recursos externos.

De acordo com o especialista, foi perceptível a movimentação de grandes corretoras vendendo dólar no futuro e trocando posições no mercado de pronto, movimento que indica fluxo positivo. Tal percepção foi reforçada pelo elevado volume negociado no dia.

Além disso, diz Knauer, o ambiente aponta para dólar mais fraco, já que a projeção é de forte entrada de recursos. "Tem muita gente que sabe da entrada de moeda e pode estar vendendo antecipadamente." No entanto, diz o especialista, apesar desse excesso de moeda puxar o preço do dólar para baixo, essa desvalorização não deve acontecer de forma linear. Os agentes que estão colocando essas divisas para dentro do país vão trabalhar para fechar operações no melhor momento e taxa. "É um mercado profissional." (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host