UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/10/2009 - 13h41

Bolsas europeias fecham em queda por dados de emprego nos EUA

SÃO PAULO - As bolsas europeias fecharam em baixa pelo terceiro dia consecutivo, movidas por um novo indicador negativo da economia americana. Dados divulgados hoje mostraram que o número de desempregados aumentou mais do que o previsto pelo mercado, o que reforçou a cautela dos agentes em relação ao processo de recuperação econômica.

O FTSE-100, de Londres, fechou com queda de 1,17%, para 4.988 pontos. Em Frankfurt, o DAX indicou baixa de 1,56%, para 5.467 pontos. O CAC 40, de Paris, terminou aos 3.649 pontos, com desvalorização de 1,90%.

Em setembro, houve um corte de 263 mil vagas nos EUA, acima das estimativas de fechamento de 175 mil a 225 mil postos de trabalho. A taxa de desemprego subiu de 9,7% em agosto para 9,8% no mês passado.

O indicador corroborou preocupações de uma recuperação muito lenta da economia global. Tal previsão foi reforçada hoje pelo presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick. Ações de empresas ligadas a commodities foram especialmente afetadas pela queda de preços no mercado futuro.

As ações da Rio Tinto cederam 2,51% em Londres e as da Xstrata perderam 2,12%. No caso da Lonmin a queda foi de 2,2%. Ações do setor de petróleo também recuaram como as da Repsol, que fecharam em baixa de 1,18% em Madri, e as da Total, que declinaram 1,53%.

(Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host