UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

02/10/2009 - 16h27

Eletrobrás quer transformar dívidas de controladas em capital

RIO - A Eletrobrás pretende realizar até novembro o processo de capitalização das dívidas que as subsidiárias possuem com a controladora. A expectativa da companhia é que o processo esteja encerrado até novembro e o presidente da holding, José Antônio Muniz Lopes, afirmou que o objetivo da operação é dar mais transparência aos resultados da estatal.

Muniz não revelou o volume de dívidas que as subsidiárias têm hoje com a Eletrobrás, mas afirmou que essas empresas pagam grandes volumes de juros de empréstimos passados, o que muitas vezes causa prejuízo contábil para as companhias, embora contribua para um resultado positivo para a holding.

Com a mudança, as dívidas serão transformadas em recursos injetados pela controladora nas subsidiárias, que terão o capital elevado no volume correspondente ao que hoje é contabilizado como dívida. Não haverá injeção de capital novo nesse processo.

"Elas vão poder não gerar dívidas com a Eletrobrás, mas sim pagar dividendos, porque vamos torná-las lucrativas", destacou Muniz, acrescentando que todas as subsidiárias da Eletrobrás - como Chesf, Furnas, Eletrosul, Eletronorte, Eletronuclear e as distribuidoras federalizadas - vão passar pelo processo.

"Os estudos já começaram e eu espero liquidá-las (as dívidas) até o final de novembro", disse o executivo.

Muniz disse ainda que a companhia negocia com o Tesouro Nacional e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) uma outra operação de apoio à estatal, mas não revelou detalhes. Questionado, disse apenas que a operação discutida "poderia até ter" ligação com o pagamento de dividendos retidos desde a década de 70 e que, segundo o executivo, giram em torno de R$ 10 bilhões.

"Devemos e vamos pagar. O que estamos buscando é a melhor forma de pagar", disse Muniz, que participou de seminário sobre energia nuclear na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ).

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host