UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

05/10/2009 - 14h33

Custo de vida aumenta 0,27% em setembro em São Paulo, mostra Dieese

SÃO PAULO - O Índice de Custo de Vida (ICV), medido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) na capital paulista, marcou variação de 0,27% em setembro, mostrando desaceleração, já que no mês anterior, marcava 0,30%. A retração nos preços mais importante foi notada no grupo de gastos Equipamento Doméstico (-0,55%), influenciado principalmente por eletrodomésticos, com recuo de 1,43%, e rouparia, com queda de 1,45%. Outra retração importante ocorreu em Vestuário, registrando baixa de 0,46%, além de Saúde com deflação de 0,16% no período. Por outro lado, o subgrupo In Natura e Semielaborados, com alta de 1,09%, foi o principal fator de impulso nos preços dos Alimentos, que apresentaram alta de 0,51% em setembro ante a apuração anterior. No grupo Alimentos, os itens de destaque foram Frutas, com avanço de 6,11%, Legumes, com alta de 6,11%, além de raízes e tubérculos, cujo índice cresceu 5,09%. Também apresentaram alta do indicador os grupos Habitação (0,39%) e Transporte (0,50%). Todos os grupos com avanço representaram, segundo o levantamento, 0,31 ponto percentual da taxa verificada em setembro. Ao analisar o impacto do aumento no mês por estrato de renda, o Dieese mostra que a elevação de custos foi sentida por duas das três faixas. A aceleração da inflação teve mais ímpeto no estrato de renda mais baixo (R$ 377,49), onde o índice saiu de 0,24% em agosto para 0,31% no mês passado. Para os paulistanos com renda de R$ 934,17, o custo de vida também aumentou, com avanço de 0,26% em setembro, ante o índice de 0,24% registrado no mês anterior. Apenas para o estrato de renda média de R$ 2,792,90 houve uma desaceleração do indicador, saindo de 0,35% para 0,27%. (Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host