UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

07/10/2009 - 09h26

Índice futuro sugere abertura em baixa na Bovespa

SÃO PAULO - Depois de três pregões de avanços e novas máximas para o ano, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) pode passar por um pregão de baixa nesta quarta-feira. A indicação vem do mercado futuro, onde o Ibovespa com vencimento em outubro caía 0,60%, para 62.550 pontos.

Em Wall Street, os futuros operam com leve queda, mostrando certa cautela dos agentes em seguir comprando, depois de dois dias de acentuada valorização. Sem indicadores relevantes na agenda no dia, o foco está voltado para o resultado trimestral da Alcoa, que dá a largada na temporada de balanços do terceiro trimestre entre as empresas do Dow Jones após o encerramento dos negócios. Por aqui, o foco recai nas units (recibo de ação) do Santander, que começam a ser negociados hoje. O preço de lançamento é de R$ 23,50, centro da estimativa que ia de R$ 22 a R$ 25. O banco fez a maior oferta de ações do mundo em 2009 ao vender 600 milhões de units, levantando R$ 14,1 bilhões.

Para promover " melhor formação de preço e organização do mercado " , a Bovespa atrasou em meia hora o início dos negócios com os papéis, que só acontecerá às 10h30. O resto do mercado abre às 10 horas. Na Europa, os bancos lideravam a correção de preços. Em Londres, o FTSE-100, de Londres perdia 0,44%, enquanto o Xetra-DAX, de Frankfurt, desvalorizava 0,23%. Entre as commodities, o petróleo registrava alta, negociado acima dos US$ 71 o barril de WTI enquanto os agentes aguardam o relatório sobre os estoques de óleo bruto e derivados nos Estados Unidos.

No câmbio, o dólar recuperava parte das perdas de ontem, quanto fez nova mínima para o ano na casa de R$ 1,75. Há pouco, a moeda americana subia 0,68%, a R$ 1,765 na venda. Na terça-feira, a Bovespa superou os 63 mil pontos, mas não defendeu tal patamar. Uma tentativa de realização intradia tirou força do índice, mas, ainda assim, o Ibovespa garantiu valorização de 0,48%, aos 62.670 pontos. Nova máxima para o ano. O giro financeiro permaneceu elevado, somando R$ 6,57 bilhões. Em Wall Street, as compras foram mais consistentes, com isso, o Dow Jones fechou com acréscimo de 1,37%, aos 9.731 pontos. O S & P 500 também avançou 1,37%, para 1.054 pontos. Já o Nasdaq ganhou 1,71%, a 2.103 pontos.

Na Ásia, a quarta-feira acabou de forma positiva em Tóquio, onde o Nikkei 225 subiu 1,11%. Hong Kong teve acréscimo de 2,07%. Já Seul teve leve baixa de 0,03%. Xangai não operou.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host