UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

08/10/2009 - 10h06

Emprego industrial cresce em agosto; valor da folha de pagamento cai

RIO - O emprego industrial subiu 0,3% em agosto, ante o mês anterior, na série com ajuste sazonal. Foi a segunda variação positiva seguida, como recordou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em nota divulgada nesta quinta-feira.

No comparativo com agosto do ano passado, no entanto, indicador encolheu 6,7%. No acumulado do ano e em 12 meses, também houve recuo, de 5,5% e 3,5%, na ordem. Levando em conta o comparativo com agosto de 2008, as 14 áreas analisadas pelo IBGE tiveram enxugamento no contingente de trabalhadores, sobressaindo São Paulo (-4,7%), Minas Gerais (-11,4%), região Norte e Centro-Oeste (-10,7%) e Rio Grande do Sul (-9,1%). Por setor, no total do país, 16 dos 18 segmentos investigados registraram queda no emprego industrial, como meios de transporte (-13,1%), máquinas e equipamentos (-12,4%), produtos de metal (-11,3%) e calçados e artigos de couro (-10%).

No acumulado do ano, 14 localidades e 17 ramos verificaram diminuição no nível do pessoal ocupado assalariado. Os impactos mais significativos vieram, respectivamente, de São Paulo (-4,2%) e meios de transporte (-9%).

Em agosto, o valor da folha de pagamento real da indústria caiu 0,4%, após ficar estável em julho. No ano, a queda acumulada correspondeu a 2,2%. Quanto ao número de horas pagas, foi observado aumento de 0,3% no comparativo mensal, seguindo variação nula em julho. No acumulado do ano, contudo, o indicador está no terreno negativo, com baixa de 6,3%.

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host