UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

08/10/2009 - 17h01

Petróleo volta a subir e fecha acima de US$ 71 por barril em Nova York

SÃO PAULO - Os preços do petróleo encerraram o pregão desta quinta-feira com forte alta, sob influência da redução dos pedidos de auxílio desemprego nos EUA. Também voltou contribuir para a alta da commodity a queda do dólar em relação a outras moedas, sobretudo ao euro.

O contrato de WTI negociado para o mês que vem em Nova York avançou US$ 2,12, para US$ 71,69. O contrato para dezembro fechou a US$ 72,14, com valorização de US$ 2,26. Em Londres, o barril de Brent para novembro fechou a US$ 69,77, com alta de US$ 2,57. O vencimento para o mês seguinte avançou US$ 2,50, para US$ 70,54.

Conforme dados divulgados hoje pelo Departamento de Trabalho dos EUA, o número desempregados na fila do seguro desemprego na última semana caiu para o menor nível desde janeiro. Os novos pedidos diminuíram em 33 mil na semana terminada em 3 de outubro, perante a anterior, para 521 mil.

O euro voltou a se valorizar perante o dólar, após o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, afirmar que a economia da região está submergindo de um período de "queda livre". O BCE manteve a taxa de juro da região em 1% ao ano.

Com o dólar mais desvalorizado, os agentes se mostram estimulados a aportar recursos em contratos de commodities cotadas na moeda americana. O índice de cotação da divisa perante uma cesta com outras moedas de grande liquidez apontou queda de 0,7% nesta jornada.

Vale notar que ontem o preço do produto caiu por conta do aumento das reservas de gasolina e destilados. Ainda assim, o relatório de estoques apontou recuo nas reservas de cru, ante previsões de nova alta por parte dos analistas.

(Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host