UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

09/10/2009 - 14h40

Bovespa oscila em alta, mas perde os 64 mil pontos; dólar recua

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) continua operando em alta, mas abaixo dos 64 mil pontos. Por volta das 14h30, o Ibovespa registrava valorização de 0,30%, aos 63.951 pontos, com giro financeiro de R$ 3,0 bilhões. Na máxima, o índice testou os 64.166 pontos. Os compradores também definem o rumo dos negócios em Wall Street, onde o Dow Jones e o Nasdaq apontavam alta de 0,42% e 0,39%, respectivamente. Sem indicadores de peso na agenda do dia, o mercado atua na inércia das notícias recentes, como bons resultados da Alcoa, que ajudaram a melhorar a expectativa quanto à temporada de balanços trimestrais. Muito comentadas pela manhã, as declarações do presidente do Federal Reserve, banco central americano, Ben Bernanke, perdem espaço no noticiário internacional. Ontem, Bernanke disse que só reverterá o curso e apertará a política monetária "quando a perspectiva de recuperação econômica melhorar o suficiente".

No câmbio, o dólar continua ganhando valor contra o euro e a libra, mas, por aqui, os compradores já se ausentaram do mercado. Há pouco, a moeda caía 0,05%, a R$ 1,738 na venda, nova mínima para o ano. Na máxima, o dólar foi negociado a R$ 1,747.

Dentro do Ibovespa, os carros-chefe concentram a movimentação. Petrobras PN ganhava 0,64%, para R$ 35,68, e Vale PNA também oscilava em alta, com valorização de 0,23%, para R$ 38,69. O papel PN da Gol seguia com o terceiro maior volume do dia, avançando 3,39%, para R$ 17,64. O preço de emissão das ações da companhia na oferta primária e secundária foi fixado em R$ 16,50, um desconto de mais de 3% sobre o fechamento de ontem. Nesses casos, normalmente, o papel ajusta para baixo e não para cima.

Ainda entre os mais negociados, BM & FBovespa ON ganhava 0,94%, a R$ 13,88. Entre os bancos, Bradesco PN subia 0,98%, a R$ 35,90. Fora do índice, as units (recibo de ação) do Santander verificavam acréscimo de 0,92%, a R$ 22,86.

Ainda na ponta de compra, Usiminas ON apontava avanço de 1,08%, a R$ 49,43, e MMX Mineração subia 1,58%, a R$ 12,80. No mês, o papel já ganhou 17,4%.

A ação PN da Vivo continua liderando as vendas. O papel recuava 2,78%, a R$ 48,48, depois de subir 7,29% ontem. Ainda no setor de telecom, Tim Participações PN caía 1,90%, a R$ 6,71, Lojas Renner ON diminuía 1,54%, a R$ 33,70. Fora do índice, OGX Petróleo ON é destaque mais uma vez ao movimentar mais de R$ 120 milhões, terceiro maior volume do dia, e subir 1,36%, para R$ 1.702,99.

(Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host